BUSQUE O ARTIGO

Moda, Beleza e Comportamento

Tag Archives:
mudança

Indo além do muro

Estas semanas tem sido difíceis: a delicada situação de saúde da Maria Luisa (quer conhecer o que aconteceu com ela? clique aqui), bomba química lançada de um lado, resposta com mísseis de outro, testes nucleares, descobertas de níveis de corrupção que, mesmo conscientes que seja uma prática comum no mundo do poder – seja ele qual for – nos surpreende pelo volume e proporção. Por isso é importante navegar por diferentes aspectos positivos que andam acontecendo e que parecem poucos, dado o foco que damos ao negativo. Vendo a quantidade de movimentos, iniciativas, mudanças de atitudes que estamos vivendo na construção de uma sociedade mais próxima ao que queremos, ficou mais claro ainda que todos os acontecimentos de exercício de poder de subjugação – o poder sobre – exercidos no nosso pequeno cotidiano – aumento nos casos de machismo, estrupo e femicídio – até os mundiais vindo da Síria, USA, Rússia, Coréia do Norte, Venezuela e por ai vai; também são respostas à mudança no eixo de poder que estamos vivendo.

Desculpem os negativos de plantão – será que essa postura, “a sociedade não tem jeito” não é desculpa para não fazer a sua parte? – mas a força com que o poder sobre está se manifestando, só deixa claro para mim que o poder para está chegando com tudo. Ninguém gasta tanto esforço com aquilo que considera insignificante. Quer demonstrações em nosso cotidiano sobre o crescimento do Movimentos Humano Poder Isonômico (isonomia = direitos iguais para todos, não precisando todos serem iguais)? vamos lá, pense em como a hierarquia está diminuindo dentro das empresas. Pense nos jovens que não aceitam uma postura submissa para o poder hierárquico corporativo. Para eles o simples fato de uma pessoa ter um cargo elevado não significa mérito. Pense em como eles precisam – isso mesmo é uma necessidade – admirar seus líderes e não ter medo.  Como o cara poderoso para eles, é o cara que sabe, o cara que fez, o cara que realiza, o cara que inova. Pense nos chamados hackers do sistema, aqueles que estão quebrando as pernas da forma como o dinheiro gira, transita e se acumula – e creio que aqui é um dos grandes pontos de conflito, o dinheiro, claro! – Uber, Whatsapp, Catarse e Benfeitoria (os dois últimos Crowdfundings e financiamentos coletivos, estes sim revoluções maravilhosas!) que faz com que saiamos aos poucos, da saias das empresas e dos grandes patrocinadores. Não significa que eu esteja de acordo com com todos estes movimentos e empresas, como o Uber, por exemplo, mas sem dúvida empresas e ações como eles desestruturam um sistema organizado para o poder circular e se manter. Tampouco acredito que as empresas e o mundo corporativo que elas criam, não serão, no futuro, necessárias nem seus apoios e patrocínios. Muito pelo contrário. Empresas ajudam muito a sociedade e elas são e serão necessárias. Mas esses movimentos estão fazendo com que aos poucos a concentração de poder – de informação, de mobilização, de pensamento… – se distribua. E o poder distribuído muda tudo.

Sexta-feira fui encontrar meu grupo da Escola Schumacher Brasil. Cada encontro recebo um banho de informação e conteúdo desses meus amigos que admiro e me fazem feliz. Sempre me surpreendo como eles são conectados com tudo o que está acontecendo nesse novo mundo que surgiu e está cada vez mais forte. E me faz refletir como quem vive e circula dentro dos muros da cidadezinha do velho mundo, nem percebe que esse mundo existe. Continua com seus lamentos trabalhando em empresas que não lhe dizem mais nada e sonhando com outras formas de vida, como se isso fosse um sonho não realizável. A mudança não precisa ser drástica mas precisamos abrir espaço e sair dos muros do velho mundo. Nos conectar. Nos informar. Sair da área de conforto. Hoje há inúmeras opções para ir tomando conhecimento e apreendendo novas formas de operar no sistema colaborativo. Cada um no seu tempo. Mas o tempo só começa a contar quando damos o primeiro passo.

Está a fim de começar sua semana com novos ares? Veja aqui algumas sugestões que fazem bem a alma, arejam e nos instalam nesse novo mundo:

  1. Alimente sua alma assistindo o espetáculo Homem de la Mancha, com meu querido Arizio Magalhães: “sonhar mais um sonho impossível“, e comece a sonhar. Faz bem a alma, acredite. Sábado fui pela segunda vez assistir e saí dela leve e sonhadora (clique aqui).
  2. Apoie uma iniciativa através docrowdfundign, e se conecte com uma causa e movimento que leve você a construir uma visão comunitária da nossa sociedade. Pilar desse nosso mundo novo. Por estarmos conectados recebemos vários projetos por semana, aqui selecionei os mais atuais e que me tocam (entre nos sites dos principaiscrowdfunding e descubra a causa que toque seu coração):

        Paulista#360, filme do meu querido Leonardo Brant que busca a celebração da diversidade cultural” e que a Av. Paulista tem de sobra e pratica há décadas (clique aqui).

        E o Mar não Existe, peça teatral de jovens atores que questiona justamente o poder. Com meu ator revelação Felipe Vargens e sua turma que espera de nosso apoio para colocar a peça em pé (clique aqui).

       Contra o femicídio. Ajude a Joana a continuar seus estudos sobre violência de gênero. Há 3 anos na Inglaterra chegou a hora de dar um salto para poder voltar ao Brasil e contribuir na criação de políticas públicas que diminuam esse tipo de atitudes e comportamentos sociais (clique aqui)

     A Casa, a reconstrução. Iniciativa de meu querido Thiago Saldanha e seu grupo que criaram ACasa onde resolveram viver, mesmo tendo suas próprias casas e famílias, na busca de vivenciar a vida em comunidade na cidade urbana. Virou um centro de divulgação de ideias no Rio de Janeiro com impacto social, por isso foi aceito no cowdfunding Benfeitoria. Assaltados duas vezes, precisam agora reconstruir o espaço (clique aqui).

  1. Faça aula ou participe de cursos e palestras sejam online ou ao vivo como as Confrarias dos Repensadores, da qual faço parte, que mensalmente oferece palestras abertas e gratuitas sobre diversas temas que discutem e apresentam esse mundo novo. Venha se arejar e informar com a gente (clique aqui).
  2. Ande mais a pé. Redescubra a sua cidade, seu bairro. Conheça pequenos comércios, fale com as pessoas. Saia do muro que o carro cria ao nosso redor.
  3. Tome contato com a arte, seja qual for sua expressão, especialmente aquela fora do sistema velho e que consegue trazer novos olhares.
  4. Busque o belo na vida. A beleza engrandece a alma. Use a beleza para se guiar pelo novo. Olhe a beleza na arquitetura, nas ruas, nos parques, na natureza e nas pessoas. Ofereça gestos belos para os outros. Entregue o olhar negativo para uma pedra e jogue-a ao rio.
  5. Fique, nem que seja um pouco menos, fora do muro que as redes sociais também geram e veja e vivenciein locoa vida na sua cidade. Se for muito difícil, aceite pessoas que pensam diferente no seu timeline. Velhas e conhecidas visões de mundo dificilmente irão nos levar para o novo.
  6. Saia do gueto que costumamos criar nas grandes cidades para nos sentir mais confortáveis e conheça novas pessoas, converse e discuta positivamente, com pessoas que pensem diferente, que tenham outras formas de ver a realidade. Tenha a coragem de colocar em xeque suas verdades.
  7. Se provoque e programe sua próxima viagem – ou pelo menos parte dela – num local que te tire do conforto. Que abra possibilidades. Que faça você se reorganizar de outra forma. Que coloque dentro de seu peito o instigante desconforto de se saber em território desconhecido, aquele que nem sempre nos oferece foto para postar mas nos faz compreender que há mais terra além do mar.

Navegue, expanda, busque novos horizontes. Pratique, exercite a nova forma de viver e se relacionar que caracterizam esse admirável mundo novo. Não é fácil a mudança, então, precisamos começar. Só quem ficou dentro do castelo não percebeu que o mundo estava mudando.

Nany Bilate
Pesquisadora, pensadora e fundadora da Behavior, centro de estudos sobre valores e crenças sociais.
www.behavior.com.br/blog

Por que decidi me arriscar a correr a primeira maratona – O começo de tudo!

Bellas, tudo bem?

A partir de hoje vou contar um pouco da minha história para vocês, como comecei a correr e qual a preparação que estou iniciando para correr uma maratona em outubro/2017.

Qualquer dúvida, estou por aqui! Lembrando que não sou profissional da área, não sou nutri, não sou personal, sou formada em direito e hoje trabalho com marketing digital, ou seja, bem distante, né?

Vamos lá! Sempre fui gordinha, briguei com a balança e tentei fazer exercícios a vida toda. Depois da morte dos meus pais no final de 2012/início de 2013 eu engordei mais ainda e cheguei aos terríveis 3 dígitos na balança… Em outubro de 2014 eu fiz uma viagem com meu marido para os EUA e entendi que eu queria mesmo me cuidar! Entendi que levar uma vida de obesa era bem difícil, entendi que aguentar o ritmo acelerado das viagens que eu fazia eu não conseguia manter, entendi que estava muito, muito infeliz com meu corpo e tomei a decisão de mudar de vida!

Voltei para SP e coloquei o balão intragástico de 6 meses no final de novembro/14 e aí a minha vida começou a dar uma volta sensacional! Emagreci 14kg com o balão e depois que o tirei em maio/15, emagreci mais 6kg. Comecei a fazer ginástica quase todos os dias e aprendi que o meu corpo precisava do exercício, viciei!

No dia de treino me sinto mais disposta, menos ansiosa e com menos fome e isso é fantástico para uma pessoa que sempre descontou todas as emoções (boas ou ruins) na comida! No final de 2015 vi a inscrição para a corrida WRun em São Paulo e a distância me pareceu ok. O que me encantou mesmo e que me incentivou a fazer a inscrição foi o lindo kit com viseira, camiseta, saia/short e uma linda lancheira! Fiquei feliz com o kit e comprei!

Depois de comprar parei um pouco e pensei: já que eu tenho o kit porque não treino para correr os 4k (gíria de corredor, nunca falamos 4km e sim 4k) da prova? Falei com a minha super mega personal, aquela que te faz rir e chorar em segundos (mas ela vai ficar para um outro post) e ela disse que eu iria conseguir! Comecei correndo 1min e caminhando 2min, queria morrer, meu coração parecia que iria parar a qualquer minuto e que quando eu descesse da esteira as minhas pernas iriam se separar do meu corpo! Aguentei!

Depois de uns treinos ela me incentivou a correr aqui no nosso condomínio (sim, ela é minha vizinha do andar de cima!), só que tem uma subida (que hoje é bem pequena, mas naquela época me parecia o Everest em pessoa!). Corria a subida e caminhava a descida e lá fui eu! Treinei algumas vezes com a linda e querida filha dela, a Bruna, que por incrível que pareça é mais carrasca que a própria mãe, apesar de toda a sua doçura! Ela me incentivou muito!

No dia da corrida meu marido foi lá me dar força! Confesso que chorei ao abraça-lo no final do trajeto! E aliás choro toda a linha de chegada (de lá para cá já foram mais 8 corridas finalizadas!)

Depois disso comecei a correr 5k e me senti a Mulher Maravilha!

Passados uns meses e eu vi a inscrição para a outra corrida só de mulheres que tem em SP, a Vênus e lá estava outro desafio para mim 10k!!!!

Continuamos daqui a duas semanas?

Essa foto mostra o contraste entre os 3 dígitos e a minha primeira corrida realizada!

Beijinhos, Nara

O caminho para o sucesso

Olá Bellas, sou administradora de empresas com MBA em Marketing, palestrante, coach profissional e idealizadora da ReThink. Ajudo pessoas a repensarem sua jornada e encontrarem o seu caminho para o sucesso, promovendo autoconhecimento, trabalhando as crenças a respeito de si próprias e desafiando-as para que superem seus limites e atinjam seus objetivos. Vou compartilhar ideias com vocês através deste canal, fiquem a vontade para sugerir temas e fazer perguntar, ok?

Muito se fala sobre o sucesso, no entanto o sucesso é visto de diferentes formas por cada um de nós.

  • O que é sucesso para você?
  • Você se considera uma pessoa de sucesso?

Considero que sucesso é conquistar o que deseja, alcançar as suas metas, seus sonhos e atingir os seus objetivos.

Como traçar o caminho para o sucesso?

Para atingir o tão sonhado sucesso é importante que você defina exatamente onde quer chegar e o que é sucesso para você. Ter uma visão clara de quais são os seus propósitos e motivações para chegar lá.

Coloque sempre suas metas em um papel, um arquivo no computador ou em qualquer outro lugar de fácil acesso. Faça um plano detalhado para alcançar suas metas. Entre em contato com elas diariamente e coloque em prática o seu plano.

Trabalhe seus pontos fortes, são eles que farão você avançar rumo ao seu objetivo, não deixe de lado seus pontos de melhoria, trabalhando neles e criando estratégias para lidar com suas fraquezas.

Um exercício interessante é pedir feedback dos seus pontos fortes e de melhoria para parentes, amigos e colegas de trabalho. Isso te ajudará a reconhecer cada um deles para trabalhá-los a seu favor.

Seja positiva, veja o lado bom das situações e o que pode aprender com elas. Elogie a si mesmo e os que estão a sua volta.

Aprenda com seus erros, tenha coragem de mudar e jogar fora aquilo que não te serve mais.

Se comprometa com seu objetivo, acredite que você é capaz e que pode ir além.

Pratique a gratidão, a vida te dá muitos motivos para ser grata. Fique atenta a cada um deles e agradeça diariamente.

E por último; não importa o que for fazer coloque todo o seu amor, seja apaixonada pela vida e pelo seu propósito.

Te desejo um caminho de sucesso.

Renata Trinta

www.rethink-coaching.com
E-mail:renatatrinta@rethink-coaching.com
Fone : 11 – 99545.0252

Mudança de Estação

Olá Bellas!

Aqui em São Paulo está fazendo um frio como há muitos anos não faz.

O frio chegou… Mas ainda estamos no outono. Pelo calendário, inverno mesmo só dia 21 de junho. Mas estamos bem perto. Hoje, dia 7/6 as temperaturas estão baixas e a umidade é enorme.

Tentei pensar em algo mais interessante para escrever aqui, mas isso não me sai da cabeça: o frio, as baixas temperaturas e o nosso pouco preparo para enfrentar mudanças.

A propósito do tempo e das estações (não falo de televisão, nem rádio), percebo como é difícil mudar: a pele sofre, o nariz escorre… que dirá mudança de casa ou de país?

Ou ainda mudança de idade? Quem disse que é fácil?

Na teoria tudo parece coerente e inteligente, mas viver qualquer uma destas experiências nem sempre traz aquilo que nosso entendimento racional optou.

Sabemos que quando está frio, o corpo necessita de mais agasalho e cuidado. Mesmo assim, vejo pessoas pela rua com roupas de manga comprida, mas inadequadas ao frio que faz. Será que são imunes ao frio, ou tem dificuldades em mudar e reconhecer que somos frágeis seres humanos?

Se mudar de roupa é estranho, que dirá mudar uma condição estabelecida (casamento, emprego, moradia ou país)?

Ou ainda mudar uma ideia que acredita há muito tempo e usa o conceito em sua vida?

Fácil falar!!!!!!! Escuto constantemente pessoas dizendo estarem abertas a novas ideias… belas palavras!

Ter disposição em rever conceitos e assim mudar as “estações” que escolheu para viver a vida me parece difícil, quase impossível, mas acredito e tenho fé, que com um certo esforço, seja possível.

Ainda tenho fé no humano em cada um de nós.

Fica a reflexão para todos!

Até a próxima!

Miriam Halpern
Psicologa e psicanalista
mhalperng@gmail.com

Decorando a casa com objetos inusitados

Olá Bellas, tudo bem?

Hoje minha dica será de como usar objetos usados e inusitados para sua decoração. É isso mesmo. Sabe aquela garrafa de vinho, ou aquela lata bonita esquecida num canto? Podem virar vasos, porta trecos, enfim, uma infinidade de coisas.

Vejam algumas opções que separei pra vocês se inspirarem hoje.

Galochas que não servem mais viram lindos cachepots para o seu jardim e podem ser uma divertida brincadeira para as crianças ajudarem e entrarem em contato com a natureza!
foto1

Pranchetas antigas com pinturas e adesivos podem virar lindos pôsteres e quadro de recados

foto2
Garrafas de água viram lindos vasos coloridos para sua mesa de festa!

foto3

A escada antiga virou um suporte bacanudo pra livros
foto4

Latas viram lindos portas lápis!!

foto5

Tabuas de carne pintadas com ganchinhos podem virar lindos portas joias.
foto6

Potes de vidro com velas e grãos viram lindas luminárias de festa
foto7

Conexões de pvc podem ser cabides, vasos e porta trecos

foto8

Lps antigos viram um lindo porta doces!!!!
foto9

Potes de vidro ajudam a organizar os itens de maquiagem também.
foto10

Cestos de lixo meia lua podem ser ótimos para guardar os brinquedos da criançada.

fotto11

O carrinho de mercado recebeu estofamento e virou uma linda poltrona.
foto12
Gostaram Bellas? Usando a criatividade dá pra transformar um monte de coisas ai na sua casa em lindas peças práticas e criativas para decorar qualquer cantinho.

Um grande beijo,
Arq. Luiza Altman
Clinica DECORação
https://www.facebook.com/siteclinicadecoracao/
www.clinicadecoracao.com.br
Instagram: @clinicadecoracao