BUSQUE O ARTIGO

Moda, Beleza e Comportamento

Tag Archives:
mulher feminina

Aparência física: opressão ou fortalecimento?

O debate sobre a importância que as mulheres dão à aparência ainda está longe de acabar. A busca incessante pela magreza e a beleza tem levado muitas mulheres a colocarem em risco sua saúde física, mental, emocional e financeira. Não é à toa que existam aqueles que considerem a exposição massante nas mídias de mulheres belas, jovens e magras como formas modernas de manipulação social e psicológica de mulheres.

É evidente que tantas mensagens midiáticas têm seus efeitos sobre as mulheres e que muitas  entrevistadas no Projeto Mulheres, trouxeram algum tipo angústia relacionada à aparência física. A busca pela beleza e magreza pode tornar-se  mais um checklist  a ‘ter’ que cumprir, na vida de quem tem “mil e uma obrigações”, e que não vive o ‘discurso igualitário‘ na vida real. Mal dá tempo para fazer as obrigações prioritárias, e ainda precisa se cuidar fisicamente, sob o risco de ser recriminada socialmente por não representar ‘a mulher que se ama’, leia-se a mulher moderna.

Porém, foi impressionante constatar que a busca pela beleza – mesmo midiática – ajudou muitas mulheres na últimas décadas a superarem desafios e dores. Significou a oportunidade de retomar, iniciando pelo físico, seu tempo, seu corpo, seu espaço, sua vida. Foi no espaço da beleza que muitas  mulheres encontraram outras e com isso histórias similares e formas de trocas que contribuíram para a superação.

Foi no exercício de se embelezar, que mulheres focadas na sobrevivência financeira ou em se colocar no mundo do trabalho preponderantemente masculino, começaram a lembrar que eram mulheres. Começaram a redescobrir o prazer de se maquiar, de se cuidar, de voltar a ser mulherzinhas.

Quem sabe o cuidado com a beleza também pode ter contribuído, de alguma maneira, para que as mulheres decidissem que era hora de parar e ser mãe de novo? A beleza tem tido um papel muito importante na retomada do feminino pelas mulheres.

Mesmo que tenha sido uma pressão social o ponta pé inicial, no exercício da prática, algo talvez adormecido começou a aflorar.  Aquela mulher mais feminina apareceu e começou a tomar conta de outras dimensões além da beleza, do físico. É só olhar em volta e acompanhar a moda mais floral, com seus vestidos, longos ou curtos, exagerando nas rendas, tricot e bordados. Tudo isso, é claro, acompanhado pelos sapatos de plataformas e saltos altíssimos, para nos lembrar que feminina sim, mas poderosa e dona do seu destino, também.

Leia o texto na íntegra aqui.

Nany Bilate
Pesquisadora, pensadora e fundadora da Behavior, centro de estudos sobre valores e crenças sociais.
www.behavior.com.br/blog