BUSQUE O ARTIGO

Moda, Beleza e Comportamento

Tag Archives:
sensualidade

Tempo de primavera, tempo de deixar nossos sentidos nos levar

Estamos iniciando o tempo da primavera, tempo de exuberância, expansão, cortejo e acasalamento para a vida continuar a girar na roda de ciclos que ela é. É em homenagem à primavera e à beleza da mulher brasileira que escolhi o tema da sensualidade para refletirmos juntas nesta semana.

Muitas de nós confundimos a sensualidade com a busca pelo prazer sexual ou a provocação nesse território. A sensualidade, bastante característico nos latinos assim como nos países caribenhos e africanos tem na sua origem etimológica o significado de faculdade de perceber sensações, sentir, sensibilidade. Através do tempo essa palavra foi se afastando desse significado e com isso fomos criando amarras e pré-conceitos em relação a quem consideramos que age de forma sensual.

A sensualidade diz respeito à relação mais estreita que se tem com os sentidos – tato, olfato, visão, paladar e audição – e como, a partir deles, nos relacionamos com o todo que nos rodeia. Essa conexão integral nos mantém presentes de forma harmoniosa e natural. Estar conectadas com todos nossos sentidos com a vida, é o natural. Por que nós mulheres, perdemos essa conexão? Devemos muito ao moralismo criado através dos séculos. Vocês acreditam que muitas das crenças que regem nossos comportamentos femininos ainda hoje estão embasados na Era Vitoriana (1837 – 1901)? Somos mulheres ativas, ocupamos os espaços públicos com maior propriedade e feminilidade porém, ainda carregamos dentro de nos códigos antigos e obsoletos que nos dizem como uma mulher correta deve se comportar: contida, rígida, recatada. E o que é pior: julgamos umas as outras através desses códigos.

O movimento de uma mulher brasileira é naturalmente sensual. Fluido e ondulado, como a calçada de Copacabana. Se desperta interesse, é porque é agradável observar alguém integrado com a sua própria naturalidade. É como olhar uma flor manifestar sua presença, difícil não olhar. Todos nós gostamos de beleza, e uma pessoa sensual, sem afetações, é bela por natureza. É muito diferente do movimento de uma mulher que quer parecer atraente sexualmente. Todas nós sabemos a diferença.

Em época de primavera vamos deixar nosso lado sensorial aflorar, o sorriso no rosto que leva rapidamente ao riso alegre e divertido. O movimento do corpo animado e feliz. Vamos vestir as cores da confiança e da liberdade. Vamos contribuir com nossa natural beleza latina para que esta primavera seja mais exuberante e fértil para construirmos uma realidade mais feliz nas nossas vidas e neste país que tanto amamos.

Nany Bilate
Pesquisadora, pensadora e fundadora da Behavior, centro de estudos sobre valores e crenças sociais.
Escreve semanalmente sobre as transformações que estamos vivendo como sociedade no blog Movimentos Humanos em www.behavior.com.br