BUSQUE O ARTIGO

Moda, Beleza e Comportamento

Tag Archives:
testosterona

Treino de força para mulheres pode ou deve?

Olá Bella,

Você tem medo de fazer musculação e ficar feia? Neste primeiro post vou desmistificar essa ideia que muitas pessoas tem a respeito da treinamento de força, afinal de contas, independente do seu objetivo ele é necessário em qualquer treino!

Além da melhoria na composição corporal (perda de massa gorda e aumento de massa magra), o treino de força vai permitir:

i) Aumentar a remodelação óssea, ou seja, você vai ficar com os ossos mais fortes e reduzir o risco de osteoporose;

ii) Fortalecer o tecido conjuntivo, isto é, você vai aumentar a estabilidade das suas articulações e reduzir o risco de lesão;

iii) Aumentar a força funcional para as atividades que gosta de praticar ou para as atividades do seu dia-a-dia;

iv) Aumentar a auto-estima e confiança. Um corpo mais forte vai tornar a sua mente mais forte e imparável!;

v) Combater os efeitos da síndrome metabólica e de outras doenças crônicas comuns nos dias de hoje como as doenças cardiovasculares, diabetes tipo II, cancêr, fibromialgia, artrite reumatóide e Alzheimer, e

vi) Aumentar a longevidade de forma saudável, o treino de força vai potencializar a liberação de hormônios anabólicos que têm um papel importante na regeneração dos tecidos e no anti-aging.

Vou ficar como o Arnold Scwarzenegger?

As mulheres têm características fisiológicas diferentes dos homens e é por este motivo que as mulheres têm maior dificuldade em ganhar músculo que os homens. A não ser que se recorra a hormônios e/ou a esteróides anabolizantes, é muito pouco provável que as mulheres fiquem parecidas aos homens, porque:

i) Diferenças nas fibras musculares 

Apesar das mulheres terem os diferentes tipos de fibras musculares que os homens têm (fibras de contração rápida e fibras de contração lenta), a quantidade de fibras musculares que elas têm e o tamanho das mesmas é menor que nos homens.

ii) Diferenças na força e potência

A média da força corporal total de uma mulher corresponde a cerca de 60% da média da força corporal total num homem. A média da força da parte superior do tronco das mulheres anda entre os 25 a 55%, quando comparada com os homens. Em relação à força da parte inferior do corpo, parece que é aqui que as mulheres são mais fortes em termos relativos, já que as médias apontam para um valor de 70-75% em relação aos homens. Portanto, não é de estranhar que a maioria das mulheres tenha maior dificuldade em levantar pesos com os braços e com a parte superior do corpo (exemplos: flexões e elevações) do que com as pernas e com a parte inferior do corpo (exemplos: agachamentos e lunges).

iii) Diferenças nas concentrações hormonais 

A diferença mais óbvia nos mecanismos que determinam as adaptações ao treino dos homens e das mulheres é o hormônio  masculino, a testosterona. Tanto os homens como as mulheres produzem testosterona, a diferença é que as concentrações de testosterona nos homens são 10 a 20 vezes superiores aos níveis de testosterona das mulheres! Parece que as mulheres dependem mais da secreção pituitária do hormônio do crescimento e de outros fatores de crescimento para ajudar a mediar as mudanças no músculo, ossos e tecido conjuntivo.

Bons treinos!

Carla Csimaens

Personal Trainer

@csimaenspersonaltrainer